Noites de insomnia, offerecidas a quem não póde dormir. Nº1

Noites de insomnia, offerecidas a quem não póde dormir. Nº1

By

0
(0 Reviews)
Noites de insomnia, offerecidas a quem não póde dormir. Nº1 by Camilo Castelo Branco

Published:

1874

Downloads:

822

Share This

Noites de insomnia, offerecidas a quem não póde dormir. Nº1

By

0
(0 Reviews)
Summario: Proemio--Consolação a santos Nazareth--As ostras--Rehabilitação do snr. visconde de Margaride--A Rival de Brites de Almeida--Egas Moniz--Dous poetas ineditos do Porto--D. João 3.º, o principe perfeito--Subsidio para a historia de um futuro santo--O livro 5.º da Ordenação, titulo 22--Problema historico a premio--Desastre do santo officio no Porto--Rancho do Carqueja.

Book Excerpt

erado.

Não obstante, o consummo de ostras no corrente mez, no Porto e arrabaldes, tocou uma cifra que seria fabulosa, se as consequencias da irritação, previstas pelo Primeiro de Janeiro, se não manifestassem formidaveis, nos geitos, nos ademanes, nos esgares, nas crispações electricas que faiscam dos olhos de toda a gente saturada das ostras do unico deposito. Conhece-se que os insultos inferiores, que o pó da concha combate, se deslocaram, e evadiram a cupula do edificio humano. Os systemas nervosos, levados pela irritação a electróphoros, tornaram-se engenhos luminosos que transcendem as mais phantasticas idealisações da pyrotechnica. Esta galvanisação de organismos extenuados é realmente um espectaculo que honra muito a ostra; mas que tambem póde vir a ser nocivo á saude das almas.

Sei que temos recursos antiphlogisticos para combater as irritações, de

Readers reviews

5
4
3
2
1
0.0
Average from 0 Reviews
0
Write Review
Be the first to review this book